Pin It

O spam ainda é muito comum entre as empresas em todo o mundo. Essa ameaça tem crescido no Brasil, seu tráfego triplicou em um período de dois anos e o país ocupa a 3º colocação em termos de spam, de acordo com o Internet Security Threat Report (ISTR) da Symantec.

Esse fenômeno aumenta os riscos de criminosos terem acesso aos dados corporativos. O crescimento expressivo de casos de spam é ocasionado por uma série de fatores, como o aumento de dispositivos conectados à rede corporativa, que permitem o envio e abertura de e-mails infectados ilimitados. Por conta disso, os cuidados das empresas contra essa ameaça precisam se intensificar. É preciso investir em soluções que utilizam tecnologias modernas, capazes de detectar com precisão se uma mensagem é spam ou não. Essas mensagens maliciosas podem atrapalhar o fluxo da rede de seus clientes e gerar diversos contratempos para as operações, além de prejuízos financeiros. Por isso, é importante tomar medidas para evitar a propagação desse tipo de mensagem indesejada.

Quer saber como? Aprenda algumas técnicas infalíveis a seguir.

 

O que é Spam? Como ele funciona?

 

Spam são mensagens eletrônicas indesejadas, que podem conter desde publicidades até códigos maliciosos. Normalmente, eles contêm URLs e arquivos infectados que são utilizados para ataques phishing. A forma de agir dessa ameaça é por meio de filtros baseados em algoritmos capazes de driblar a segurança antispam utilizados nos e-mails corporativos.

 

Existem alguns tipos de spam que podem afetar as empresas. Eles são classificados em dois grupos:

 

  • Menos nocivos - enviados por empresas de propaganda e publicidade de forma não autorizada e em alta frequência, atrapalhando a produtividade dos usuários.

 

  • Mais nocivos - enviados por entidades maliciosas que se aproveitam da facilidade de se enviar e-mails massivos para pulverizar mensagens com iscas para fisgar usuários despreparados.

 

Quando o spam é nocivo, ele pode conter mensagens atrativas que despertam a curiosidade dos usuários para clicarem ou baixarem algum arquivo, que na verdade trata-se de um programa malicioso que visa invadir ou danificar a rede das empresas.

 

Ainda não é possível acabar com o Spam, mas algumas técnicas são infalíveis para reduzir e controlar o problema. Confira 7 técnicas antispam!

 

  • Filtro de verificação

 

O filtro de verificação permite que a empresa detecte e crie um banco de dados que permitem a identificação de pontos em comum entre as mensagens de spam. Desse modo, é possível gerenciar os e-mails, marcando determinadas mensagens como spam e o filtro poderá registrar e bloquear os servidores que enviaram o e-mail maliciosos.

 

  • Autenticação

 

Realizar a autenticação de servidores confiáveis é outra maneira importante de evitar o recebimento de spam. Por meio dela, a empresa pode gerenciar quais e-mails serão aceitos, recebendo mensagens apenas de remetentes autenticados por meio de verificações de reputação do DNS.

 

  • Filtro por DNS

 

A blacklist registra os servidores que já sofreram punição por terem enviado spam. Assim, ao contar com esse filtro, é possível consultar a lista para verificar se a mensagem recebida é confiável ou não. Além disso, a empresa pode realizar bloqueios manuais em seu servidor para impedir o recebimento de determinados remetentes que enviam muito spam.

 

  • Filtro baseado em regras

 

Este filtro é mais uma ótima técnica para evitar esse tipo de recebimento. As empresas podem criar listas com palavras-chave que, normalmente, são encontradas em mensagens indesejadas. Assim, são realizadas varreduras no corpo das mensagens recebidas para detectar palavras da lista. Quando isso acontece, é realizado o bloqueio automático do e-mail. Mas, é necessário ter cuidado com o uso dessa técnica, pois e-mails legítimos podem ser bloqueados por engano caso tenham alguma palavra da lista.

 

  • Filtro híbrido

 

O filtro híbrido de spam é capaz de julgar se uma mensagem é maliciosa ou não por meio de uma pontuação que pode ser atribuída a partir de alguns aspectos da mensagem. O e-mail é analisado e julgado, caso sua pontuação ultrapasse um limite estipulado, ele é considerado spam. Essa tática é considerada uma das mais eficazes.

 

  • Filtro baseado em relatos

 

Esse tipo de filtro é realizado por meio da interação dos usuários da empresa com as mensagens recebidas. É necessário que os próprios usuários identifiquem e marquem como spam quando receberem mensagens indesejadas. Dessa forma, todos os recebidos do mesmo remetente bloqueado serão automaticamente marcadas como spam.

 

  • Políticas de segurança

 

A maioria dos spams nocivos são disseminados a partir de listas públicas de e-mails. Portanto, é necessário conscientizar todos os funcionários da empresa sobre fornecimento de seus e-mails. Ao realizar cadastros em sites duvidosos na internet, o e-mail do usuário pode ser divulgado por pessoas mal intencionadas. Por isso, é preciso estipular regras e políticas de segurança da informação sobre seu uso no trabalho. Como você pôde ver, há diversos tipos de spams, podendo ser maliciosos ou não. Por isso, é importante evitá-los ao máximo.

Estas são algumas das medidas cruciais que as empresas devem aplicar para ajudar a eliminar as ameaças. Além disso, recomendamos o uso de ferramentas robustas de proteção para combater esse perigo.

 

Mail Essentials

 

MailEssentials é um gerenciador de e-mails que tem como objetivo utilizar suas ferramentas antivírus para combater o vírus presente em e-mails maliciosos que ultrapassam a camada antispam dos servidores de e-mail.

Seu mecanismo funciona a partir de 5 antivírus que apresenta seus próprios métodos de detecção, assim, aprimorando e otimizando a captura do vírus. Você ganha proteção máxima para o seu ambiente de e-mail para bloquear vírus transmitidos por e-mail e outros malwares de forma mais eficaz.

 

Quer saber mais sobre esta solução? Entre em contato com a FCBrasil.

 

Pin It

Assine nossa Newsletter!